O que são insetos que picam?
Insetos que picam possuem um ferrão (ou aguilhão) na extremidade posterior do abdômen. Esse grupo de insetos inclui abelhas, zangões, vespas, vespões, vespas amarelas e formigas. Entretanto, muitas formigas não têm ferrão. Duas espécies que possuem ferrão são as formigas-correição, encontradas no sul dos Estados Unidos; e as formigas cortadeiras, presentes no sul dos Estados Unidos e no ocidente do Canadá.
O ferrão (formalmente denominado acúleo), que está ligado a um saco de veneno, é um órgão modificado destinado à colocação de ovos (ovopositor). Portanto, a picada é sempre pelo inseto fêmea. Na América do Norte, as vespas amarelas são responsáveis por 70% das picadas em seres humanos. Elas são freqüentemente confundidas com abelhas por causa do corpo amarelo e preto. A maioria dos insetos que pica pode picar mais de uma vez. Uma exceção é a abelha (abelha operária). Quando a abelha operária foge depois de picar uma pessoa, o ferrão e o saco de veneno se rasgam do corpo dela e ficam na pele da vítima; depois a abelha morre.
Onde se encontram esses insetos?
Cada espécie possui um tipo de local preferido para fazer ninho, mas, em geral, pode haver ninhos em qualquer lugar, incluindo:

dentro de árvores ocas ou dentro de paredes, no sótão, etc. (a entrada geralmente é um buraco muito pequeno),
ninhos pendurados em galhos ou das beiradas de prédio,
em arbustos, moitas, cercas vivas ou em galhos de árvores,
em pneus de borracha, caixotes, caixas, veículos abandonados, etc.,
debaixo de arbustos, de toras de madeira, pilhas de pedras e outros locais protegidos, e
dentro de tocas de roedores ou outros buracos no chão.

Vale lembrar que alguns insetos conseguem roer tetos e paredes e entrar em outros quartos, enquanto outros conseguem perfurar madeira ou terra para fazer túneis ou aumentar o buraco para seus ninhos.
Para evitar que esses insetos se alojem em prédios e outras estruturas, devem-se manter buracos e áreas de entrada fechados e colocar tela nas aberturas de ventilação.
O QUE NÃO FAZER

Não tente se livrar do ninho ou colméia por conta própria. Cada tipo de inseto ou situação provavelmente irá requerer um método de remoção diferente. É melhor procurar profissionais de controle de pestes para fazer esse serviço.

Por que se preocupar com insetos que picam?
É importante sempre estar preparado para qualquer efeito possível causado pela picada de um inseto, independente se ela ocorrer no local de trabalho ou em casa. Em geral, a maioria das picadas resultará tão somente num machucado temporário – dor, inchaço e vermelhidão da pele em torno da picada. No entanto, às vezes os efeitos podem ser mais graves – e até letais, dependendo de onde se é picado e se a pessoa é alérgica.
Se for picado no pescoço, na área da garganta, a picada poderá causar um edema (inchaço causado pelo acúmulo de fluidos nos tecidos) em volta da garganta, dificultando a respiração.
Lembre-se: se for surpreendido ou picado por um abelha ou vespa enquanto estiver dirigindo, lidando com ferramentas motoras ou máquinas, ou se estiver em uma escada, você pode acabar se machucando com muito mais do que a picada.
Quais os riscos a saúde?
A maioria das pessoas sofre efeitos locais, com dor, inchaço, coceira e vermelhidão em torno da região da picada. É possível sofrer picadas dolorosas na boca e na garganta, se a pessoa acidentalmente engolir uma vespa ou abelha (por exemplo, tomando refrigerante de uma lata em que a vespa tiver entrado).
Algumas pessoas apresentarão inchaço (edema) em uma área maior, não só imediatamente ao redor do local da picada. Elas poderão desenvolver urticária, mas sem ter nenhum efeito sistêmico (efeitos em locais do corpo distantes da área da picada, como efeitos sobre a respiração e a circulação sangüínea). Essa é uma reação alérgica leve e pode durar alguns dias. A região ficará dolorida e desconfortável, mas, é bom não ceder à tentação de coçá-la. Uma coçada poderá fazer a pele se romper, o que poderá levar a uma infecção.
Em casos raros, pode ocorrer uma reação alérgica grave. Essa situação é séria e pode causar “anafilaxia” ou choque anafilático. Os sintomas da anafilaxia podem aparecer imediatamente (em minutos) ou até 30 minutos depois do fato. Os sintomas que devem ser observados incluem:

urticária, coceira e inchaço em outras áreas, que não na região da picada,
olhos e pálpebras inchados,
respiração chiada,
aperto no peito e dificuldade de respiração,
voz rouca ou inchaço da língua,
tontura ou queda brusca da pressão sangüínea,
choque,
perda de consciência ou parada cardíaca.

Apesar de a maior parte dos óbitos resultar de reações alérgicas graves, alguns são causados pela toxicidade do veneno do inseto. Das pessoas que morrem por causa de uma reação alérgica grave à picada, metade morre em até 30 minutos; e três quartos, em até 45 minutos.
Essa reação pode ocorrer na primeira vez que se é picado ou devido a picadas subseqüentes. É importante estar atento a sinais desse tipo de reação.

Se você observar qualquer sinal de reação, ou mesmo se você não tiver certeza de estar diante de uma reação, chame ou peça a um colega para chamar o serviço de emergência médica imediatamente. Também é necessário buscar assistência médica se a picada for perto dos olhos, nariz ou garganta.

Se você tiver tido uma reação alérgica grave a uma picada de inseto, no passado, você provavelmente vai ter uma experiência semelhante, ou reação mais grave, se for picado novamente. Os médicos prescreverão um kit de picada de abelhas (uma seringa auto-injetável com adrenalina) para que pessoas alérgicas possam ter o medicamento consigo o tempo todo. Para as pessoas que são hipersensíveis a picadas, utilizar um pulseira de alerta médico permitirá que os primeiros socorristas atendam prontamente e adequadamente uma vítima de picada de abelha que estiver inconsciente.
Pessoas que são picadas múltiplas vezes (por exemplo, ao fugir de um enxame ou colmeia) podem as vezes sofrer efeitos sérios de saúde. Apesar de raro, há risco de vida. Se tiver levado diversas picadas de uma só vez, informe ao médico. Talvez seja necessário monitorar a saúde durante os próximos dias ou semana.
É importante informar aos empregadores se houver um empregado, principalmente se ele trabalhar do lado de fora, com alergia a picadas de inseto. Os colegas de trabalho devem receber treinamento emergencial de primeiros socorros, ficar atentos a sinais de reações graves, e saber como usar o kit de picada de abelha (adrenalina auto-injetável).

Sempre carregue um telefone celular, caso precise de assistência médica emergencial.

Que precauções é possível tomar?
A melhor forma de prevenção contra picadas é evitar os insetos. Abandone a área, se possível. Se houver um enxame itinerante, provavelmente ele irá partir dentro de alguns dias. Evitar insetos e estar atento a eles é essencial para não ser picado.
Antes de trabalhar em qualquer local:

Dê uma olhada ao redor. Verifique se há sinais visíveis de atividade ou uma colmeia ou ninho. Se vir muitos insetos voando, observe se eles estão entrando/saindo do mesmo buraco ou local. Se sim, provavelmente haverá um ninho ou fonte de alimento.
Use camisas de manga longa e calças compridas. Se não for possível evitar trabalhar perto de abelhas ou vespas, use sempre um chapéu como o de criadores de abelha, com uma rede sobre a cabeça, pescoço e ombros. Com fita adesiva, cole a barra da calça às botas/meias, e as mangas às luvas. Também pode ser uma boa idéia vestir mais uma camada de roupa, pois o ferrão da vespa é longo o bastante para atravessar uma camada de tecido.
Ferramentas motoras, como aparadores de grama, ferramentas para extrair ervas daninhas e serras de cadeia importunam os insetos. Ao utilizar esses instrumentos, saiba que eles poderão provocar os insetos ou, em alguns casos, enxamear.

Se perceber que está trabalhando perto de insetos que picam, aqui estão algumas dicas.

A maioria das abelhas e vespas não irá picar salvo se forem surpreendidas/assustadas ou atacadas. Não tente acertar/assustá-las, nem faça movimentos rápidos. A melhor opção é deixar que os insetos vão embora sozinhos. Se for necessário, afaste-se lentamente, ou suavemente “sopre” os para longe. A única exceção é se tiver perturbado um ninho e ouvir um forte zumbido. Proteja seu rosto com as mãos e fuja correndo imediatamente.
Use roupas de cor clara, como cáqui, bege ou azul. Evite cores fortes, estampadas ou roupas pretas.
Cabelos longos devem ser puxados e amarrados para trás, para evitar que abelhas e vespas se enrosquem nele.
Cuidado ao sacudir roupas ou toalhas, pois pode haver insetos dentro das dobras.
Se encontrar uma abelha ou vespa no carro, pegue um pano grosso e cobra o inseto antes que ele se assuste. Cuidadosamente, deixe ele sair por uma janela aberta.

O QUE NÃO FAZER

Não use perfume, colônia, sabonetes perfumados, ou talco, pois eles contêm fragrâncias que atraem insetos.
Não ande descalço nem de sandálias, especialmente em áreas onde houver trevos ou outras plantas floridas que atraiam abelhas.

O quê mais pode ser feito?
É muito importante gerenciar adequadamente as fontes de alimento ao ar livre. Alguns insetos, tal como a vespa amarela, buscam diferentes tipos de comidas em diferentes épocas do ano. Na primavera, elas precisam de mais proteína para as novas larvas e podem se atrair mais por outros insetos e também por carne e ração de animais domésticos. Mais para o final do verão, elas procuram alimentos açucarados, como frutas, balas e refrigerantes.

Esvazie e lave as latas de lixo regularmente. Feche as latas de lixo com uma tampa apertada.
Se for haver muitas pessoas no local durante o dia (como em um parque de diversões, feira ou evento esportivo), esvazie as latas de lixo e lixeiras pela manhã.
Quando o lixo possuir propriedades “atrativas” (como latas de refrigerante ou papel de bala), esvazie a lixeira diversas vezes por dia.
Situe as áreas de alimentação em locais distantes de onde estarão os grupos de pessoas.
Limpe as máquinas de refrigerante regularmente.
Na medida do possível, proteja com tela os quiosques de comida.
Posicione as latas de lixo longe das janelas de distribuição de comida.
Minimize o tempo de exposição de alimentos, mantendo embalagens fechadas e tampadas. Limpe os restos de comida imediatamente e recolha os pratos sujos.
Sirva bebidas doces em recipientes com tampa e canudo. É comum para as vespas caírem dentro de latas de refrigerante e elas podem ser acidentalmente “bebidas”. Mantenha o dedo polegar sobre o orifício da lata, se não houver um recipiente com uma tampa.
Se houver árvores frutíferas por perto, limpe as frutas que caírem no chão.
Mantenha a ração de animais domésticos dentro de casa.

O que fazer se for picado?
Vespas e vespões não deixam o ferrão dentro da pessoa, portanto, podem picar repetidas vezes. As abelhas só podem picar uma única vez e deixam o ferrão (o saco de veneno e mais algumas outras partes) preso na pele no local da mordida.
Se o ferrão estiver ali, deverá ser removido imediatamente, pois o veneno pode continuar sendo injetado até um minuto depois de a abelha se destacar do seu ferrão.
Tente retirar o ferrão raspando de lado com a unha, com um cartão de crédito ou outro cartão rígido, ou com uma pinça (se houver uma à mão). Talvez seja preciso usar uma pinça se o saco de veneno se desmembrar, deixando o ferrão dentro da pele. Um relatório mostrou que o método de remoção não era tão importante quanto a velocidade com que se tira o ferrão..
Todas as picadas doem. Um reação normal (ou “localizada”) ao veneno da picada inclui vermelhidão da pele, inchaço, muita coceira (prurido) e uma dor ardente ou penetrante. Quanto mais tempo o ferrão ficar na pele, maior será o efeito do veneno que foi injetado. Aplicar gelo sobre o local (enrolado em uma toalha para não queimar a pele), pomada para coceira e/ou tomar um remédio anti-histamínico poderão ajudar a reduzir os efeitos da picada.

Categories:

One Response so far.

  1. Esse é um assunto de grande importância, pois é muito comum a presença de animais peçonhentos nas dependências das empresas. Esta semana tivemos uam quase acidente envolvendo uma jararaca. Ela chegou a tocar na calça do funcionário.
    Quanto às abelhas, nós temos ocorrências quase que diariamente, porém nunca tivemos acidente.

Artigos Populares

;